MÃOZINHA FOI FEITA PARA ABENÇOAR!

 

Partindo dali, entrou Jesus na sinagoga deles. Mt. 12:9

  Comunhão... foi a palavra que ouvi o Espírito dizer ao meu coração nessa manhã. Mas... onde deveria extrair da Bíblia um texto?  Mateus 12, é claro. É o texto que tenho meditado nesses dias.

Fiquei contemplando os discípulos comendo aquelas espigas saborosas. E os fariseus observando e criticando diante de Jesus...  Escrevi o  texto “o que os nossos olhos vêem” e na mesma semana, recebi vários e-mails de servos e servas de Deus comentando como elas foram alvos  de críticas por algumas pessoas durante o serviço de Jesus. Em todos os e-mails que recebi, percebi que o Espírito Santo consolou, tocou, falou e essas vidas foram abençoadas, apesar das críticas e houve frutos.

Jesus que é tremendo, vê isso. Você sabe o que Jesus vez depois que  teve aquele papo desagradável com os fariseus?  Tenho a impressão que Jesus ficou com pressa... Pressa de que? De ir à sinagoga daqueles fariseus.

Mas??? Fazer o que lá??? Ele sabia que naquela sinagoga tinha gente preciosa, como você... Só que estava com a mão atrofiada. Daí, eu fiquei pensando na cena...

O homem da  mão direita atrofiada. Algumas versões dizem: mirrada – que é magrinha, sem produzir. O homem que não podia dar um aperto de mão. O homem defeituoso,  no meio de pessoas com seus membros perfeitos.

E lá foi Jesus, ver essa ovelhinha... Tão criticada, tão murchinha e agora tão abençoada e que teve sua mão restituída.

Esse homem, agora poderia dar apertos de mão em quem quisesse. Poderia tocar nas pessoas. Poderia usar suas mãos para abençoar, pois Jesus lhe curou.

Eu tenho a impressão que Jesus pressentiu que naquela sinagoga  formada por homens duros como aqueles fariseus, precisava ser aquebrantada. Precisava de pessoas com mãos boas, com olhos bons, com seus membros sadios. Jesus curou aquele homem, e ele ficou sendo o testemunho vivo da cura de Jesus no meio daquele lugar. Quantas vidas ali foram edificadas, abençoadas ao verem o poder de Jesus se manifestando nas mãos daquele homem. Mão... Instrumento de toque, de benção, de comunhão.

Lá na classe do maternal, volta e meia eu pego uma criança  puxando o cabelo de outra, ou beliscando. Sabe o que eu faço?

Seguro na mão da criança e olho nos seus olhos e digo com amor:

-         Mãozinha foi feita para abençoar!

Elas até sabem que vou dizer isso, porque sempre digo isso. Nunca digo, papai do céu não gosta ou  papai do céu fica triste. Não gosto muito de envolver Deus nessa parada... porque sei que Deus nos deu as mãos para esse intuito e o meu objetivo lá é esse... ensinar a criança.

Agora aquele homem tem suas mãos sadias para poder segurar em outras mãos, porque

Jesus visitou aquele lugar.

Onde você estiver... Jesus sabe da sua deficiência. E se for mãos atrofiadas numa sinagoga de fariseus, Jesus cura, porque ele sabe que necessitamos de mãos e no corpo de Cristo tem que haver mãos que abençoem, mãos que sirvam, que toquem  e que segurem em outras mãos. E que a comunhão/unidade volte a reinar.

autora: Aurelina Silveira Ramos  - e-mail linolica@yahoo.com.br

 

voltar à página inicial  

voltar ao índice (pais & filhos)